.: A FREGUESIA
  .: Infraestruturas
  .: Cultura e Desporto
  .: Saúde e Educação
  .: Acessibilidades
  .: Economia
  .: Comunicação Social
  .: Caracterização Física
  .: Caracterização Humana
  .: Toponímia
  .: Colectividades
  .: Instituições
.: DADOS HISTÓRICOS
  .: Historia
  .: Ordenação Heraldica
  .: Topónimo
  .: Património
  .: Cronologia
  .: Lendas e Tradições
  .: Novo Concelho
  .: Comarca
  .: Personalidades
  .: Curiosidades
.: TURISMO E LAZER
  .: Turismo
  .: Festas e Romarias
  .: Gastronomia
  .: Trajes caracteristicos
.: MULTIMEDIA
  .: Galeria de Fotos
  .: Foto Reportagem
  .: Videos
  .: Mapa
.: ADMINISTRAÇÃO
  .: Administrar
  .: Webmail
  .: Requisitos
.: INDIQUE O SITE
O seu nome:  
Do amigo:  
O seu email:  
Do amigo:  
 


  • O topónimo “Chão de Couce” é formado por dois elernentos independentes: "Chão" e "Couce". O primeiro, de utilização mais recente, significa "terra chã' "extensão plana" ou ainda 'propriedade arborizada e regadia" (c f. Grande Dicionário da Língua Portuguesa, v1. II, p.12). Relativamente ao segundo, bastante antigo, subsistem as dúvidas. De acordo com o Professor Diogo Correia, na Voz das Cinco Vilas, “Couce” derivaria da palavra “Aicouço", de que fala José Leite de Vasconcelos em Lições de Filologia Portuguesa, e que significa "do Sul, à banda do Sul".
  • "Chão de Couce quererá pois, dizer «Chão de Sul»", conclui é Professor, o que é verosímil, porque, durante a Reconquista Cristã, os pontos de referência do novo Reino de Portugal se situavam mais a Norte e "Chão de Couce" (como é referenciado nos documentos da época) ficava para, Sul, junto à variante da antiga estrada coimbrã.
  • No entanto, não é menos válida a hipótese apontada por Joaquim da Silveira ("Toponímia Portuguesa", in Revista Lusitana, 24.°, pp. 285 e ss.) e por José Pedro Machado (Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, vi. I, p.463), defendendo que `couce" provém do latim "cálice", que terá evoluído, sucessivamente, para "calce" e "couce", cujo significado primeiro é "tubo de aqueduto", e que, mais tarde, tomou o sentido de "levada de moinho".








teresa gomes
Procuro informações sobre a origem do nome da rua da Centieira. Li que em tempos teria sido uma estrada real?Gostaria de saber mais sobre este detalhe.muito grata


Fernando Almeida Santos
Faz hoje 83 anos que Chão de Couce vibrava com as festas de inauguração do Retábulo de Nossa Senhora da Conceição na sua Igreja Matriz, obra (a última) do grande Mestre José Malhoa. \r\nNão venho aqui falar da beleza desta obra, nem do seu autor, porque para isso me falta engenho e arte. Mas posso falar do orgulho que todos sentem por termos na nossa Igreja tão bela obra.\r\nA comemoração dos 100 anos vem já aí. Será,  também para os que cá estiverem, oportunidade de fazer uma grande festa.



    
.: SONDAGEM

.: NEWSLETTER

Email:
 




33034 visitas até o momento.